quarta-feira, 22 de março de 2017

Cartas não enviadas



Estar sem você — a milhares de quilômetros de você — não me traz
nenhum alívio. O fato de eu já não estar atormentado por sua proximidade,
de já não precisar encarar diariamente minha incapacidade de ter a única
coisa que eu realmente quero, não me curou. Piorou as coisas. Meu futuro
parece uma estrada desolada e vazia.


Certa vez uma pessoa sábia me disse que escrever é
perigoso pois nem sempre podemos garantir que nossas
palavras serão lidas no espírito em que foram escritas.
Portanto, vou ser direto. Desculpe-me. De verdade.
Perdoe-me. Se houver algum jeito de eu poder mudar o
que você pensa sobre mim, preciso saber.

quarta-feira, 1 de março de 2017

A vezes a via vai ser longa, a estrada esburacada vai demorar a passar, a chuva vai cair e o mundo não vai parar pra você levantar.

Aprender a superar seus limites e a ter fé, sempre a fé vai te fazer sentar e refazer a rota, sentar e esperar a chuva passar, aprender a calar sobre as vontades de Deus, ela é a única que faz sentido, as vezes o sentido demora a aparecer,mas um dia ele aparece e explica tudo.

E nenhuma folha cai da árvore sem que seja da vontade dele. Eu sou geniosa, teimosa, e quebro a cara dez vezes, mais existe alguém que me levanta 11 vezez e sempre que necessário ele intervem no meu caminho e me pega no colo para me tirar dos buracos da vida. Sei que erro muitas, muitas, muitas vezes, mais o amor de Deus todo dia ao abrir os olhos e me dar o meu milagre é maravilhoso.

E sei que preciso dele mais perto a cada dia, da sua presença e da sua força para que continue me levantando e me guiando pelos caminhos tranquilos e estradas floridas.


E pessoas ele levanta para que cada um volte pro seu caminho, ele afasta o que te faz mal, ele purifica as suas águas e aumenta a sua fé, mesmo que ela seja um grãozinho de mostarda.


quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Troca

Se uma canção me lembrar
Troque de música, não ouça mais
Se um perfume me recordar
Troque de marca, não use mais
Já que me trocou por um outro alguém
Substituir é o que te convém
Mas quando o coração não me enxergar
Vai te deixar louco de saudade, louco de saudade
O coração vai me desejar
E te deixar louco de saudade, louco de saudade
Eu quero ver então
Se vai poder trocar de coração
Se algum lugar me lembrar
Troque de rota, não passe lá
Se um filme me recordar
Troque o canal, é só desligar
Já que me trocou por um outro alguém
Substituir é o que te convém
Mas quando o coração não me enxergar
Vai te deixar louco de saudade, louco de saudade
O coração vai me desejar
E te deixar louco de saudade, louco de saudade
Eu quero ver então
Se vai poder trocar
Eu quero ver então
Se vai poder trocar de coração

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Dance +

Andar com fé eu vou, que a fé não costuma falhar...

E quando você ganha um presente da vida, foi uma segunda gestação, deu trabalho, exigiu minha dedicação e por ela eu nutri um amor, uma força e hoje já não vivo mais sem...


O Workshop superou minhas expectativas, eu ri, chorei, senti dor, fui mais forte que ela e dancei, Por horas..  A dança me deu uma motivação nova, um gás extra para continuar.
Eu tenho uma resistência ao toque, e a dança vem transformando isso e moldando uma nova parte do corpo para a vida. Dança tem poder, e pode! Pode ser gostoso sim, pode demorar sim! Pode improvisar sim! Pode até ser no zouk, depois de sábado, de algumas horas de prática e paciência e respiração e olhos fechados, pode ter o calor do kizomba e aconchego do forró, pode ser na leveza dos braços da Salsa e no Samba exibido dela, agora ela pode tudo meu bem... 


domingo, 29 de janeiro de 2017

Si

Si j'étais l'amie du bon Dieu
Si je connaissais les prières
Si j'avais le sang bleu
Le don d'effacer et tout refaire
Si j'étais reine ou magicienne
Princesse, fée, grand capitaine
D'un noble régiment
Si j'avais les pas d'un géant

Je mettrais du ciel en misère
Toutes les larmes en rivière
Et fleurirais des sables
Où filent même l'espoir
Je sèmerais des utopies
Plier serait interdit
On ne détournerait plus les regards

Si j'avais des milles et des cents
Le talent, la force ou les charmes
Des maîtres, des puissants
Si j'avais les clés de leurs âmes
Si je savais prendre les armes
Au feu d'une armée de titans
J'allumerais des flammes
Dans les rêves éteints des enfants
Je mettrais des couleurs aux peines
J'inventerais des éden
Aux pas de chances
Aux pas d'étoiles, aux moins que rien

Mais je n'ai qu'un cœur en guenille
Et deux mains tendues de brindilles
Une voix que le vent chasse au matin
Mais si nos mains nues se rassemblent
Nos millions de cœurs ensembles
Si nos voix s'unissaient
Quels hivers y résisteraient?

Un monde fort, une terre âme sœur
Nous bâtirons dans ces cendres
Peu à peu, miette à miette
Goutte à goutte et cœur à cœur

Peu à peu, miette à miette
Goutte à goutte et cœur à cœur
Possui a fragrância sofisticada do exclusivo acorde verde de Narciso, uma flor que não pode ser plantada e cresce espontaneamente nos campos da França. Sua presença acontece sem
ensaios, naturalmente, na vida real. Uma flor marcante para a mulher que,com feminilidade e frescor, exala sua elegância única.

sábado, 21 de janeiro de 2017

Sabado

Para olha no relógio, 5:20, a hora não passa e resolvo levantar, coloquei o tênis e fui correr, a unica companhia era minha chave do portão na mão. Corri até ver o dia amanhecer, amanheceu um céu rosa e voltei. Cheguei suando, respirando, blusa molhada, tomei um banho vesti qualquer uniforme e fui pro trabalho, porque sábado pós férias é quase castigo, mas eu estava louca de saudade de passear pelos corredores vazios acendendo as luzes. Aquilo tudo vazio me lembra sempre o quanto eu gosto daquele lugar, dos dias estressantes, dos problemas resolvidos e dos sem solução, do cheiro de trabalho, do barulho das vozes conhecidas pelo corredor, correria e vida que tem ali de segunda a sexta. Cheguei antes das 7 e fui fazer os procedimentos do plantão da parte de sistema, fiz e me lembrei que não havia tomado café rs. Esse ano o plantão ganhou mais umas atividades e fui tão empolgada pro trabalho que mal parei, ontem antes de ir fiz um planejamento de atividades e organizei as tarefas para agilizar meu dia. Programei a Tv e ... vi ele entrando, achei que era miragem e que eu deveria parar de correr de manhã. Voltei pra minha rotina, envolvida nas folhas e no meu planejamento feito de lápis.. o celular apitava algumas mensagens, nada que fosse mais importante que o meu trabalho naquela hora, nas tarefas da semana e na impressora que teimava em agarrar as folhas. O vi pelo reflexo da porta, cabelo bagunçado, macacão ah não! Ele vai ficar.. suspirei olhei as mensagens e já não havia mais vontade alguma de responder, voltei ao trabalho e resolvi fazer a parte braçal. A hora voou e já estava exausta, paro pro almoço e ligo em vez de responder as mensagens, tentei manter a voz animada de quem estava antes, mais perceptivelmente não era a sua voz que eu queria ali naquela ligação, agradeço mais umas vez a atenção e me despeço te avisando a hora que eu planejei sair, espero que não se importe com as horas a mais que te disse na ligação.. Me afoguei no meio daquele monte de atividade, arquivei, imprimi, organizei, embalei, protocolei, alimentei planilhas, no meio daquelas impressoras me sinto quase em casa, e por horas não lembrei de lembrar.
Fui apagar as luzes e desligar o ar, fechar a porta e deixar tudo de novo organizado pra mais uma semana. Passei por ele, e não resisti, parei nos falamos, os olhos se congelam, ele me puxou na sala fechou a porta e me deu um beijo, pude ver seu macio corpo suado por dentro do macacão, suas mãos me seguravam firmes e sempre com tanta empatia e dali sentimos todo o corpo vivo por dentro e por fora aquela atração. Passei por ele no corredor, desviei o olhar, terminei o dia, fiz um check list de tudo, ok. posso ir. atender as mensagens, correr e gastar toda minha energia acumulada por hoje.
















quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

é sobre felicidade..é só questão de ser..

Hoje descobri que meu coração é grande, Grande mesmo, deu no eco (exame para ouvi-lo melhor)!
Já sabia, falei pro médico, cabe a Europa inteira ai dentro e mais umas pessoas especiais.. Tem coisa melhor que um coração grande? E que cabe você e seus "nãos", e suas manias e seus vários sorrisos, e cabe o jardineiro que trabalha feliz e me da "bom dia!", e cabe o seu jô me dando "até logo filha!" no fim do dia. Cabe até um violão. Cabem as nuvens e as minhas luas, cabe mil meses de amor nessa vida por um fio. E sobre o choro, meu bem, eu prefiro desidratar de chorar e ter você secando minhas lagrimas, respira, vai passar, há sempre um lugar onde o sol brilha pra você.

Melhor viver meu bem, pois ah um lugar onde o sol brilha pra você, chorar, sorrir também e depois dançar.. dançar na chuva quando a chuva vem..

"Não é sobre chegar no topo do mundo e saber que venceu
É sobre escalar e sentir que o caminho te fortaleceu
É sobre ser abrigo e também ter morada em outros corações
E assim ter amigos contigo em todas as situações

A gente não pode ter tudo
Qual seria a graça do mundo se fosse assim?
Por isso eu prefiro sorrisos 
E os presentes que a vida trouxe para perto de mim

Não é sobre tudo que o seu dinheiro é capaz de comprar
E sim sobre cada momento, sorriso a se compartilhar
Também não é sobre correr contra o tempo pra ter sempre mais
Porque quando menos se espera a vida já ficou pra trás"

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

A geração da rapidinha chegou. Foto bonita no Facebook, entra na página, vasculha o perfil, descobre quem é pai-mãe-melhor amigo-cachorro-casa de praia-onde passou o último verão-e quem foi a última namorada. Adiciona como amigo. Aceitou. Manda Inbox. Respondeu. 10 frases e passa o WhatsApp. -Oi, oi; por aqui é bem melhor. -E aí, o que vai fazer no fds? -Vou na festa e vc? -Também. -Então nos encontramos lá. Alguns dias de ansiedade e chega a hora. Será que ele vai? Com que roupa eu vou? Batom vermelho? Acho que não rola amiga. Vai de nude, salto e saia. -Oi, oi; prazer, prazer. Beijos!!!! Beijos… Beijos sem muita conversa. Mas também, porque beijos precisam ser quase imediatos? Daí rola aqueles olhares sem muita profundidade. Vontade sem muito entusiamo. Mas o que podemos esperar de uma relação tão sem “relação”? Mas está bom, melhor que nada. Vida de solteira anda meio difícil não é mesmo? -Deixa que eu te levo em casa então.

No outro dia de manhã tem WhatsApp. Quem manda primeiro? Quem está mais interessado? Não, quem é mais maduro. Um oi e um tchau. Uma noite, duas noites… Uma semana e uma mudança de lua são suficientes para acabar. A regra das relações rapidinhas segue a mesma constância: acho que não era para ser. É alto demais, é loiro, não trabalha, tem poucos seguidores, vive na balada, gosta de comer milho na frente dos outros e tem uma família meio torta. “Nada”, isso é o que significa as características que usamos para terminar alguma coisa que mal teve a chance de começar. A gente corta as asas de quem nem aprendeu a voar ainda. As pessoas perderam o olhar longo, a jogada de cabelo… Perderam a emoção de um sms escrito “estou com saudades”. Será que ninguém mais tem vontade de olhar as estrelas sem pensar em mais nada além daquele momento? Com aquela pessoa? Será que eu estou sozinha nesse mundo super lotado de pessoas sempre online?

Parece que nada mais tem graça, parece que tudo anda meio vazio. Tudo é tão igual. A gente está perdendo a sutileza de saber o que significa se entregar, merecer, conquistar, estar, viver… Se perceber e se doar. Se amar e admirar a cor dos olhos do outro. A textura do cabelo, os ossinhos da mão e o jeito de andar rápido quando está atrasado. Sabe aquela voltinha na coluna que ninguém tem igual a ninguém? Ninguém mais repara nela. A gente existe por likes. Viaja por comentários, e vai para academia pelo espelho. A legging mais confortável perdeu espaço para a mais bonita. Essa é a lógica das relações de hoje: o que faz bem foi deixado de lado pela triste beleza do que faz mal. Eu tenho medo de pensar onde isso vai parar. Em um mundo onde se compra casamentos, seguidores, silicones, bocas carnudas e o perfect365 é de graça, eu fico pensando: será que um dia alguém ainda vai reparar quantos tipos de sorriso eu tenho?

– Suh Riediger

E cada dia a mais a frequencia de te esperar vai diminuindo, Apesar de ainda ter voce na minha cabeça todos os Dias.

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Eu errei por gostar um pouco demais
E amei
Se é que amei
Nem sei

Esqueci de cuidar um pouco de mim
E aí, desapareci
Em ti

Dei um tempo ao tempo
Tempo demais
Tenho tempo demais, tempo demais
Pouco vale o tempo se não com você

Dei um tempo ao tempo
Tempo demais
Tenho tempo demais, tempo demais
Pouco vale o tempo se não com você

Eu errei
Insisti em mudar o que via em ti
Até que me vi sem ti

Dei um tempo ao tempo
Tempo demais
Tenho tempo demais
Tempo demais
Pouco vale o tempo se não com você

Eu errei, me passei, tenho que me encontrar
Pouco vale o tempo se não com você
Eu errei, já nem sei foi querendo acertar
Pouco vale o tempo se não com você

terça-feira, 29 de novembro de 2016

A camisa azul.


Não era natal, não era aniversário. E lá estava ela, linda como a felicidade que voce me emprestou.
Entrei na loja, dentre todas ela era sempre a minha preferida, aquele corte alinhado sempre lhe cai super bem, a vendedora me mostrou algumas outras e sorriu caprichadamente quando viu que eu realemte não estava me importanto com aquela quantia, tudo me agradou, a marca, e o lindo azul. O papel sai da maquininha e a pergunta da vendedora ecoou na minha cabeça, pra quem seria a camisa tão especial, e seria para presente, pedi para que seguisse com o embrulho e que era um presente para alguém muito querido, afinal era apenas esse o cargo ocupado. E lá se foi aquela camisa linda azul ser de alguém, a tommy deveria se orgulhar de vestir homems bonitos, e as mulheres de serem acompanhadas por camisas azuis fortunosamente caras e que já vem com aquele charme exclusivo.
Eu, louca por azul que sou, de camisas, do mar do caribe, de ceus, de lençois.. não te ví com ela a tempo de te dizer o quanto ficou mais perfeito que imaginei.

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Brisa

A beleza mora nos detalhes da vida, na florzinha da minha janela, que faz dela única.

Você pode dormir por dias, semanas.. mas só você sabe o quanto aquilo te machuca, o quanto sente falta de determinadas situações, as vezes seu corpo sente falta de uma coisa que você poucas vezes comeu, ou até tenha comido uma vez só... Mais de fato, só sentimos falta de algo que realmente em algum momento tenha lhe feito bem.

Felizmente em alguns momentos de lucidez ou não, fazemos o que não deveria ser postergado: buscamos o que precisamos, completamos as tarefas.

E é nesse ponto fixo que vou focar agora.
Fomos a praia em um domingo ensolarado, você vestia uma bermuda listrada, camisa cinza, cabelos claros ao vento, sentamos lado a lado. A observar aquela imensidão azul, mar agitado como os corações ali, a brisa do mar vinha trazendo toda uma paz e um silêncio celestial tornou aquele momento único pra mim. E os olhos que intercalavam entre o mar o olhar, seguimos no nosso tempo, ali sentados apreciando a beleza do mar e a nossa insana vontade de estar perto um do outro.
Ora seja por um pedaço de tarde, ora seja pela desculpa esfarrapada de sentir sua mão tocando a minha pele espalhando protetor solar pelas costas cuidadosamente feitas por você. Sentir a sua pele macia, suas costas brancas e o toque sensivel do protetor passando por entre os ombros, descendo pelas costas, cintura e braços, pescoço e nuca, delicadamente as pontas dos meus dedos alcançavam sua pele.
E nossa tarde com cheiro de praia, pele levemente rosada, sorriso frouxo durou até o tempo ficar cinza e a brizinha gelada nos aproximar pelo calor dos corpos, nos tocamos por algum tempo o que bastou para me aquecer enconstada no seu peito macio. Deveriamos ter feito isso tantas outras vezes...

Por mais dias de praia, palavras cruzadas e você.

domingo, 9 de outubro de 2016

O amor é dividir direito,
É beleza pura, é justiça, é bom
Que seja aceito.
É boa vontade,
É vontade para o bem
E todo mundo tem esse fogo no peito
Amor é respeito
O amor por você
É o que da sentido
É o que faz mover.
Que ele mereça o devido valor
Então, que prevaleça o amor.
Então, que prevaleça o amor.   
Raiz do Sana, tocou essa quando eu estava ligando o carro,  esperei, ouvi e senti o gosto salgado escorregando pelo rosto.  E não teve  calor de alma que me fizesse ficar , não teve rostinho colado invés disso teve vazio, um salão cheio e mais nada importou, o que os olhos não vêem o coração não sente..

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

A menor lagoa do mundo


Fazer as pazes com você mesmo é uma das coisas que todos temos que fazer um dia, se perdoar por errar, se entender e se amar incondicionalmente.

A vida vai seguir se você não se perdoar, vai continuar, mais a melhor pessoa e a única que estará ali o tempo todo é você mesmo!

Pessoalmente eu estava me devendo esse de frente pro espelho.

Se descobrir, se conhecer, e um dia voltar e se sentar de frente com aquela menina que eu deixei pra trás em uma esquina por ai.. Foi olhar nos olhos dela e dizer que valeu a pena tudo que aconteceu que ela cresceu e se tornou uma mulher forte e guerreira como nunca em momento nenhum imaginaria se tornar, que ela não precisava mais ter medo, que tudo se resolveria bastava ela ser forte e se acalmar, que um dia o sorriso voltaria e ela daria boas gargalhadas por ai, que ela sentiria fortes dores mais lá dentro dela ela aprenderia o a ser forte como um urso e a suportar a dor e esperar ela passar, abracei essa menina com todas as minhas forças e pedi para ela secar aquelas lágrimas que ela na hora certa estaria pronta para recomeçar e se reinventar da forma mais belle possível.

Pedi desculpas a ela, pedi que me perdoasse por te-la deixado esperando tanto tempo, mas talvez nós não estivéssemos prontas para nos reencontrarmos novamente.

Ela estava lá me esperando esse tempo todo, ficou sentadinha com seus pensamentos.

E por causa dela hoje somos mais fortes do que pensávamos poder ser, construímos novas histórias, "crescemos" significativamente, escrevemos nossas vidas profissionais... E por algumas horas lá estávamo-nos de frente pro espelho do tempo, perdoando o nosso passado, conhecendo um ao outro, ou seria reconhecendo os mesmos olhares dos corredores barulhentos que se procuravam ao tocar o sinal.. Ahh esse olhar eu vejo todos os "dias" e vou amar por toda eternidade.

Sem dor, sem rancor, só olhando para aquele outro com tantas qualidades, fiquei orgulhosa do que se tornou de todos aqueles planos ver o que você concretizou e me encher o coração de paz por tudo isso, tudo que você cresceu e viveu e foi feliz, amadureceu e está ai cheio de força e com aquele sorriso sem mostrar os dentes.. Como eu te disse, não teria feito escolha melhor.

Eu estou feliz por me conhecer, por aprender a controlar as minhas dores físicas que o destino me deu, por ter feito as pazes com aquela menina que eu guardei na gaveta, por ser todos os dias a minha melhor companhia, mesmo que as vezes eu ainda tropece ainda erre, ainda que eu me apaixone por pessoas e sorrisos sinceros e depois os "nãos" do destino vem pra me assustar e me fazer sentar de novo naquela esquina por ai esperando a tempestade passar, não foi nada fácil, mas valeram todos os sorrisos e os tropeços. Pense em quantas vezes eu sentei naquela praia e tive vontade de te ligar correndo para você ir me socorrer (nunca fiz! Mas já tive tanta vontade!!), depois eu tratei de aprender a sentar sozinha comigo e conversar.



Hoje somos eu, eu mesma e Gabriela.
Aquelas do "eu te amo" baixinho, do sorriso fácil, das palavras que somem e dos olhos que falam.